Portal da Sustentabilidade ABNT
Banco Mundial ajuda Fortaleza a revitalizar áreas degradadas e melhorar mobilidade urbana

Publicado em 05/04/2017

Em Fortaleza, o Banco Mundial se uniu à Prefeitura para reabilitar as áreas da Bacia de Vertente Marítima e do Parque Rachel de Queiroz. A iniciativa é parte do esforço do organismo financeiro para enfrentar alguns dos problemas trazidos pela urbanização acelerada e não planejada no Brasil. Projeto foi premiado pelo Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) em janeiro deste ano.

Trecho do Parque Rachel de Queiroz, em Fortaleza. Foto: Prefeitura de Fortaleza/Kaio Machado

Com 2,6 milhões de moradores, a capital do Ceará “é uma cidade com tremendas desigualdades, em termos de disparidades socioeconômicas”, ressaltou a especialista em desenvolvimento urbano do Banco Mundial no Brasil, e responsável pelo projeto, Emanuela Monteiro. Para ela, as diferenças de renda se traduzem também em “segregações espaciais”. Outro problema é a degradação ambiental e a poluição das águas.

O Parque Rachel de Queiroz, alvo da iniciativa da agência da ONU, tem dez quilômetros de extensão e fica localizado na parte oeste de Fortaleza. A área de lazer atravessa 14 bairros da cidade. Com a parceria entre governo e Banco Mundial, o local receberá investimentos para a melhoria e construção de ciclovias, calçadas, pavimentação e vias de acesso capazes de ampliar a mobilidade urbana entre as vizinhanças.

“Quando falamos em (investir em um) parque, não se trata apenas de melhorar a qualidade de um parque. Trata-se do poder transformador desse parque na cidade. Trata-se de tornar a cidade mais habitável”, explica Emanuela. A revitalização de algumas partes do Rachel de Queiroz também ajudará no combate às enchentes.

As cidades produzem quase 90% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, sendo o principal motor de desenvolvimento do país. Por isso, o Banco Mundial considera importante tornar esses espaços mais sustentáveis e resilientes. Em janeiro de 2017, a iniciativa em Fortaleza foi reconhecida pelo ONU-HABITAT por promover o cumprimento da Nova Agenda Urbana das Nações Unidas. Premiação avaliou 146 projetos de urbanização.

Noticia originalmente publicada no site https://nacoesunidas.org/banco-mundial-ajuda-fortaleza-a-revitalizar-areas-degradadas-e-melhorar-mobilidade-urbana/