Gases de Efeito Estufa
Portal da Sustentabilidade

Inventário GEE

O inventário de gases de efeito estufa (GEE) é um relatório destinado a comunicar as informações relacionadas aos GEE de uma organização ao(s) seu(s) usuário(s) pretendido(s). As informações são relacionadas a emissões e remoções de GEE de uma organização.

O inventário deve se basear nos seguintes princípios (conforme ABNT NBR ISO 14064-1):

1 Relevância – as fontes e sumidouros de GEE, os dados e metodologias devem ser apropriados às necessidades do usuário pretendido

2 Integralidade – inclusão de todas as emissões e remoções pertinentes de GEE

3 Consistência – possibilidade de realizar comparações das informações de GEE

4 Precisão – redução de assimetrias e incertezas sempre que possível

5 Transparência – divulgação de informações suficientes e apropriadas de forma a permitir que o usuário pretendido tome decisões com razoável confiança

Entre os principais benefícios de realizar o inventário, destacam-se:

Calcular, participar de benchmarkings e gerenciar as emissões de GEE pode garantir a sustentabilidade dos negócios e a melhoria da eficiência de processos, energética e de gestão de fornecedores.

O estabelecimento de um histórico das emissões possibilita às organizações a adoção de mediadas voluntárias de melhoria em seus processos, que poderão ser considerados obrigatórios em regulamentos e legislação.

Além disso, abre caminho para as empresas identificarem oportunidades de reduções de emissões e possível participação na obtenção de créditos no mercado de carbono.

Verificação de Inventário de GEE

A verificação de inventário de GEE é um processo sistemático, independente e documentado, para avaliação de uma declaração de GEE com base em critérios de verificação previamente acordados. É realizada por pessoa(s) e Organismos competente(s) e independente(s) sobre a completude e exatidão do inventário corporativo de GEE, como a ABNT, que é um Organismo de Verificação e Validação (OVV) acreditado pelo Cgcre (Inmetro).

O objetivo majoritário da verificação é, portanto, assegurar a credibilidade das informações e dados do inventário de GEE de uma organização.

O processo é realizado através de visita às instalações (realizado de forma amostral, seguindo os critérios do programa) para verificação das fontes, sumidouros e reservatórios de GEE, atestando a completeza das informações do inventário. Adicionalmente, é avaliado o sistema de informação e seus controles, além dos dados, informações e registros usados na elaboração do documento. Posteriormente, realiza-se os recálculos das emissões e remoções de GEE para assegurar maior confiança aos dados.

Programa Brasileiro GHG Protocol


Dentre as diversas metodologias de quantificação de emissões de GEE, o GHG Protocol é a ferramenta mais utilizada em todo o mundo pelas empresas e governos para quantificar e gerenciais as suas emissões. O GHG Protocol foi desenvolvido pelo WRI e o WBCSD, tendo sido lançado em 1998 e revisado em 2004.

A metodologia do GHG Protocol é compatível com as normas ISO (série 14064) e com as metodologias de quantificação do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas). No Brasil, o programa foi adaptado para o Programa Brasileiro GHG Protocol, em 2008, e é gerido pela FGV.

Registro Público de Emissões


O Registro Público de Emissões é uma plataforma desenvolvida pelo Programa Brasileiro GHG Protocol que auxilia na publicação dos inventários de emissões de gases de efeito estufa (GEE) das organizações membro do Programa.

Atualmente é o maior banco de dados de inventários corporativos da América Latina.

Possui como objetivos:

• Criar banco de dados que facilite o estabelecimento de benchmarks setoriais e que sirva de apoio à elaboração de políticas públicas coerentes para comunicação das informações de GEE.

• Promover o reconhecimento das organizações participantes pela iniciativa voluntária de transparência, frente a stakeholders cada vez mais atentos à responsabilidade socioambiental corporativa.