Portal da Sustentabilidade
Compras Sustentáveis - Parte 04
Publicado em 05/02/2020

Este é o 4º artigo da série de Compras Sustentáveis. Se você perdeu os anteriores, basta acessar os textos na íntegra através do link: https://www.abntonline.com.br/sustentabilidade//ListaNoticias?cat=1
 
E não perca os próximos! No início de cada mês estaremos publicando um texto novo. Nos acompanhe.
 
Compras são um instrumento poderoso para todas as organizações que queiram se comportar de forma responsável e contribuir para o desenvolvimento sustentável e para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.
 
Integrando os requisitos de sustentabilidade nas especificações
Definindo critérios para compras sustentáveis
 
Alguns destes requisitos se aplicam diretamente aos bens ou serviços que estão sendo comprados. Alguns podem se aplicar à produção e métodos produtivos usados para entregar bens ou serviços e outros à organização fornecedora em si mesmo.
 
Quando apropriado, convém que a minuta do contrato inclua cláusulas que permitam que a organização aumente o controle sobre o que acontece na cadeia de suprimento. Exemplos de cláusulas:
 
- provisões para avaliar/auditar todas as partes envolvidas na cadeia de suprimento;
- obrigações ao fornecedor para informar à organização de qualquer impacto significativo nas cadeias de suprimento;
- padrões mínimos a serem alcançados pelos fornecedores nas camadas mais baixas da cadeia do suprimento;
- direitos de terminar o contrato devido a quebras de obrigações de sustentabilidade.
 
Escolhendo os tipos de requisitos
 
Geralmente, uma combinação de desempenho e requisitos funcionais é preferia, dado que permite que os fornecedores proponham a solução técnica mais eficiente para o desempenho ou a função desejada, levando a potenciais benefícios de sustentabilidade como melhor desempenho de energia, redução de resíduos, maior segurança para os usuários, desenho universal, disposição e gestão do fim de vida. Quando requisitos técnicos forem usados, convém que a organização cuide para não definir marcas específicas, a menos que isto seja inevitável.
 
Aplicando requisitos mínimos e opcionais
 
A análise de mercado realizada no início do processo de compras informa a decisão sobre o que convém que seja mínimo e opcional. Por exemplo, o grau em que os fornecedores podem atender aos critérios de sustentabilidade da organização pode não ser sempre conhecido enquanto se escreve uma solicitação de propostas, ou a análise de mercado pode ter revelado uma distância significativa entre o desempenho de sustentabilidade dos fornecedores. Nesse caso, convém que seja evitado o risco de restringir a concorrência e excluir fornecedores capacitados, a menos que o requisito seja uma necessidade absoluta para a organização.
 
Se for selecionado um fornecedor com menor desempenho de sustentabilidade, convém que sejam realizados acordos sobre como o fornecedor pode progredir para aumentar seu desempenho de sustentabilidade no futuro. Convém que isto seja monitorado na fase de contrato.
 
Fonte: ABNT NBR ISO 20400, Compras sustentáveis - Diretrizes