Portal da Sustentabilidade
Como epidemia de coronavírus pode ter efeito positivo no meio ambiente
Publicado em 09/03/2020

Uma das consequências inesperadas do surto do novo coronavírus foi o ar mais limpo e a redução das emissões de gases que contribuem para as mudanças climáticas.

 

Fechamento de fábricas e lojas na China e restrições de viagem para lidar com a disseminação do vírus resultaram em redução nas emissões de CO2 e no uso de combustíveis fósseis.

 

"É provável que isso tenha eliminado um quarto ou mais das emissões de CO₂ do país nas duas semanas seguintes ao feriado do Ano Novo chinês, período em que a atividade normalmente seria retomada", disse o especialista.

 

E, por enquanto, a tendência permaneceu: Myllyvirta estima que, nas últimas três semanas, a China emitiu 150 milhões de toneladas métricas (mtm) de CO₂ a menos que no mesmo período do ano passado.

 

Para se ter uma ideia, 150 toneladas métricas equivale a mais ou menos a todo o dióxido de carbono que a cidade de Nova York emite em um ano.

 

E uma redução de 25% nas emissões da China é equivalente a uma redução global de 6%.

 

Alívio temporário?

 

Medidas destinadas a estimular a economia podem acabar por reverter a baixa no consumo de combustíveis fósseis e, portanto, empurrar as emissões acima das médias históricas, como aconteceu após a crise financeira global e a recessão econômica de 2015.

 

Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/ciencia/sustentabilidade/meio-ambiente/como-epidemia-de-coronavirus-pode-ter-efeito-positivo-no-meio-ambiente,8a8a9295a6cd0c6c9c0514277dc6c16e0hvrx4ir.html